Ideais da Rose

Horas Escuras

Posted on: 18/07/2011

Hoje estava lendo um livro que de fato e raro e encontrei uma cronica que resume um pouco estou passando.

” Tem horas na vida que parece que vai desabar sobre nós. Aliás,tem horas na vida que a sensação é que já desabou, sem que tivéssemos tempo de fujir. Ele cai com tudo em cima da gente, ferindo, derrubando e arrasando, como se dois furacões e um terremoto nos atingissem de uma única vez.

A paulada dói no mais fundo, no canto sensível da alma, quebrando as ilusões de uma única vez.

Seus sinais começaram bem antes. Uma brisa mês passado, um ventinho transanteontem, uma rajada ontem, até que o tempo vira de vez e tempestade se abate sobre nós com a fúria dos deuses ao descobrirem que os homens lhes haviam roubado o fogo.

A sensação é tão ruim que ate chorar não resolve nada. Os olhos se enchem de lágrimas mas o alivio não vem. O vazio continua dentro da gente, crescendo, tomando cada sentido e cada sentimento.

Nos viramos para um lado, nos viramos para outro e tudo o que temos silêncios que nos falam com a eloquência sobre o tamanho da magoa e a intensidade da dor.

é nos ampara. Ninguém se aproxima. Nos não deixamos ninguém se aproximar. O sofrimento é tão intenso e dói tão fundo que temos medo de nos machucamos mais, por isso que não deixamos ninguém se aproximar.

Mas a solidão também não nos traz alívio. A solidão nos conta que apenas ela vai aumentar e que  a dor vai aumentar com ela.

Fora a tempestade ruge furiosa. Arranca  os telhados, derruba as paredes, nos

deixa desamparados debaixo dela.

Nada nem ninguém zela por nós. Encharcados, sentimos que mais a mais coisas ruins nos atingem. Os tapas e safanões vêm por todos os lados, um depois do outro, um por cima do outro, um junto com o outro.

A vontade é de entrar dentro da terra e não sair mais. Esconder feito avestruz, e deixar que o mundo se acabe, porque morrer física ou intelectualmente dá exatamente no mesmo, se não trouxer alívio para um sofrimento que não tem alívio.

Então, de repente, uma sombra chama a nossa atenção. Olhamos e vemos uma  mão. Sentimos um gesto extremamente leve, como que com vergonha, nos tocar. Sentimos  a mão passar por nossa cabeça, tirando um pouquinho do peso imenso que nos sufoca e nos achata.

Depois, sentimos a ão tomar nossa mão e nos puxar, lentamente, para fora dos escombros. E nós vamos  agradecidos, disposto a recomeçar a viver.”

(Antonio Penteado Mendonça).

O mais difícil é sair dos escombros mas não é impossível!

Anúncios

1 Response to "Horas Escuras"

Nada nem ninguém está sozinho! Estamos uns dentro dos outros! Já senti o que é estar sozinho e procurar desesperadamente um anestésico pra curar uma dor da alma ou do Coração. Sim, quando pensamos que não aguentaremos mais a dor de termos nossas expectativas frustradas temporariamente e que a Fé se apagará, sempre haverá alguém com a mão e o ombro estendido pra nos acudir. E, entre momentos de alegria ou não, quero sempre ser essa pessoa pertinho de você!

Bjs! Te amo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Roseli Lopes Leandro

Criei esse blog, auxiliada por meu marido, com o objetivo de expressar meus sentimentos e minhas experiências como mulher brasileira, além de falar sobre cosméticos e assuntos relacionados ao meu trabalho diário com tratamentos de beleza. Obrigada a todos pela visita!

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 5 outros seguidores


  • Nenhum
  • Ebrael Shaddai: Somos todos humanos e mutáveis. Não há ódio que m destrua o Amor, pois são irmãos. Não se esqueça que "o Amor é primo da Morte, e da Morte ve
  • Roseli Lopes Leandro: Sim guri, vou costurar kkkkkkkk Ainda vai resistir muito mais. bjos!
  • Ebrael Shaddai: O Atrevido já deve estar com as asas rasgadas, kkkkk... Vai suturar aquele rasgo, guria! kkkk Resistiu ao Tempo mesmo, ele... Bjs!

Arquivo

Assuntos

RSS Dies Irae (Ebrael Shaddai)

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Número de Visitantes

  • 1,564 visitas
%d blogueiros gostam disto: